Alimentação saudável é a aliada contra a imunidade baixa
15/06/2020 10:09 em Saúde

Com a chegada do inverno, os resfriados e a preocupação com a imunidade baixa aumenta, os alimentos como frutas e verduras podem ser grandes aliados para combater esses sintomas.

 

Ter uma alimentação saudável e balanceada não está somente ligada a perda de peso e dietas fitness, pois, as vitaminas e minerais ajudam a fortalecer o sistema imunológico. É isso que conta a Nutricionista e especialista em Emagrecimento estético, hipertrofia e performance esportiva, Karine Pimentel, “o ideal é consumir alimentos naturais (descascando mais e desembalando menos), incluindo alimentos ricos em “Vitamina C”, como laranja, limão e abacaxi que ajudam na proteção contra gripes e resfriados, eles estimulam a ação de anticorpos e células de defesas”, destaca. É interessante valorizar alimentos ricos em “Vitamina E” que incluem azeite de oliva, abacate e gema de ovo, esses, potencializam a ação dos leucócitos (glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo) e Carotenóides que têm ação anti-inflamatória (fortalece o sistema imunológico), os alimentos que pode incluir para isso são: abóbora, tomate e frutas vermelhas. 

Em relação a alimentação saudável, muitas pessoas deixam de fazer, pelo fato de alguns ingredientes serem considerados caros, Karine Pimentel destaca que alimentos como arroz e feijão, garantem uma alimentação saudável, assim como, iogurte ricos em probióticos, ajudam a recompor as chamadas “bactérias boas” e podem ser um excelente lanche da tarde.

 

Combatendo a ansiedade com alimentos

A crise junto com a situação do novo Coronavírus está deixando as pessoas ansiosas, estressadas e fazendo com que recorram a alimentação, uns deixam de comer e outros têm a chamada compulsão alimentar. 

Segundo a nutricionista Karine Pimentel, é importante encontrar o gatilho emocional que está gerando esta ansiedade, mas pode ser combatida, ao incluir no dia a dia, alimentos como: quinoa, banana, aveia, folhas verdes escuras, semente de abóbora e abacate. Evitar o cafezinho durante o dia também pode ser uma alternativa, opte pelo café descafeinado e inclua chás antes de dormir, como, camomila, melissa e erva cidreira (gestantes e pessoas com uso de alguns medicamentos não devem consumir).

 

Para o momento em que os brasileiros estão passando (cada um em sua realidade), o ideal é não aderir a dietas restritivas e nem mesmo cortar os carboidratos (pães, cereais, frutas, raízes), pois, podem trazer diversos prejuízos ao seu corpo, como queda de imunidade e perda de massa muscular.Karine finaliza dizendo “ comer de uma forma variada, garante um sistema imunológico equilibrado, lembrando que não impede ninguém de ser contaminado. Fragmente bem a alimentação, essa estratégia evita o consumo descontrolado em uma refeição, assim como, fazer lanches no meio do dia, previne que as pessoas fiquem muito tempo sem se alimentar”.

COMENTÁRIOS