Após oito dias, comitiva "Tropeiros dos Campos de Guarapuava" chega a Lapa
02/12/2019 15:49 em Novidades

Neste Domingo (1), a Tropeada de Integração Cultural chegou na Lapa, saindo de Guarapuava, o percurso de oito dias “a moda antiga” foi marcado por emoções, histórias e homenagens. Sem a intervenção de carro de apoio, alimentaram-se do que trouxeram nas bruacas e pernoitando ao relento nos pousos cedidos por proprietários.

Durante o caminho, a comitiva dos “Tropeiros dos Campos de Guarapuava”, foi saudade no Rancho Carneiro (do Sr. Benvindo e Cassio Carneiro), onde receberam homenagens e marcaram o feito. A chegada foi marcada por emoções, principalmente quando o tropeiro lapeano Sr. José Jóca (87 anos), descreveu fatos do trecho percorrido, relembrando fatos de tropeadas. Outro ponto lado da cerimônia de acolhida, foi a homenagem prestada ao Deputado Emerson Deputado Emerson Bacil, autor da lei aprovada por unanimidade pela Assembléia Legislativa e sancionado pelo Governador Carlos Massa Ratinho JR, no último dia 13 de novembro, instituindo no âmbito do estado do Paraná, o dia 26 de abril como Dia Estadual do Tropeiro e a última semana deste mês como Semana do Tropeiro. O Deputado Bacil, teve o apoio de estudos de base histórica, para a proposição do projeto que se transformou em lei, da UNIIT- Universidade Livre do Tropeirismo, com sede na Lapa e coordenada pelo  lapeano Márcio Assad. Bastante interessado no tema Emerson Bacil, realizou várias visitas à Lapa, na composição da propositura, em especial ao Museu do Tropeiro do Feixo, de propriedade de Hilário Rodrigues, que também relembrou na solenidade sua primeira incursão no mundo do tropeirismo, quando aos 9 anos fez a viagem de Guarapuava à Lapa, como madrinheiro de tropa. A cerimônia foi seguida de um congraçamento entre tropeiristas lapeanos e guarapuavanos e a participação do Vice-Prefeito Joacir Gonsalves e a procuradora Geral do Município Dra. Samira Karam Semaan, que ofereceu na recepção iguarias da gastronomia árabe de seus dotes culinários, homenageando seus concidadãos, uma vez que é nascida em Guarapuava.

As comemorações seguiram em clima de festa a congraçamento entre antigos e novos amigos,  unidos pelos laços históricos do tropeirismo, que a partir de agora estão mais estreitos do que nunca entre Lapa e Guarapuava.

COMENTÁRIOS