Sucesso do trem dos 250 anos da Lapa,repercute dentro e fora do Paraná
01/07/2019 09:54 em Novidades

Sucesso do trem dos 250 anos da Lapa, repercute dentro e fora do Paraná

   
 

Márcio Assad Turismo, Comunicação e Eventos

 
   
 

Parte integrante das festividades de aniversário da Lapa de 250 anos , o trem turístico comemorativo trouxe à cidade milhares de turistas nos dias 22,23,29 e 30 de junho. Os roteiros entre as cidades da Lapa e Mafra foram promovidos pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) com o apoio da Concessionária Rumo Logística e municípios abrangidos 
Os turistas que chegaram á Lapa foram recepcionados pelo afetuoso ferroviarista Márcio Assad, pioneiro em turismo férreo no Brasil. Assad acompanhado pela  Banda Municipal, já davam o tom da recentidade lapeana aos ferroturistas, que embarcaram e desembarcaram na estação ferroviária da cidade. Os  ferroturistas    tiveram a opção de roteiros que os  levaram a trilhar os caminhos da história e memória e tiveram a oportunidade de experimentar as delicias da gastronomia local.  Assad, que também é coordenador geral de comunicação social e eventos do município da Lapa,ressalta: " a Lapa nasceu e se fortaleceu em caminhos: do caminho das tropas ao caminho de ferro e hoje, nas sendas do turismo vai pelas trilhas do cicloturismo, denominado Caminhos da Lapa" . A histórica cidade "ganhou de presente" o primeiro roteiro de cicloturismo e assim como na iniciativa do turismo ferroviário, com Rio Negro e Mafra ampliará as parcerias com os municípios vizinhos  para se colocar nos altos patamares dessa modalidade em termos de sul do Brasil. 

Lapa como referencia:
Diversas autoridades de municípios  parananeses, catarinenses e paulistas, estiveram presentes nos dias em que o trajeto Lapa/Rio Negro/Mafra, foi realizado, para que o modelo de gestão aplicado ao turismo ferroviário na cidade ( referencia para toda América Latina), seja seguido em suas regiões. Marcio Assad, tem atendido a solicitação de grupos municípios  turísticos, para demonstrar as possibilidades da atividade e ao mesmo tempo conscientizar, para que existe todo um tramite legal,  que requer um grande planejamento : técnico, econômico , financeiro e principalmente a disponibilidade da via que é concessionada e tem suas obrigações com o transporte de carga. A próxima fala de  Assad, será em Laranjal Pauista, para municípios da região sudeste paulista. O convite partiu do Secretário de Cultura e Turismo, Fulvio Scarme, que veio pessoalmente com sua esposa participar da viagem, neste domingo.

O trem da ABPF, segue para Ponta Grossa, depois irá rumo  ao Sul do pais; mas as novidades na área do turismo ferroviário paranaense não param por aí: no encerramento do trem natalino RUMO/ABPF desse ano ( 22 de dezembro), a cidade de Antonina e Morretes poderão comemorar a inauguração do trecho turístico, daquela que,  já está sendo divulgada e aguardada pela população litorânea paranaense : a Estrada de Ferro Morretes-Antonina, que além das viagens entre os dois municípios e promoção da integração regional, também contará com um centro de Memória e terá no projeto Aprendiz Ferroviário, seu braço didático pedagógico. A EFMA, também resgata o projeto original : Antonina Ferrovia e Mar, que prevê a integração dos passeios férreos com náuticos e o modal rodoviário. Márcio Assad, definiu em uma assertiva, o clima que está vivendo o setor: " Um sucesso, puxa o outro!"   e finaliza: Viva o turismo ferroviário paranaense!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!