125 anos do Cerco da Lapa
11/02/2019 09:41 em Eventos

Quando a Batalha vira Arte

125 anos do Cerco da Lapa foi lembrado com manifestações artísticas e culturais

A mais importante batalha no contexto da consolidação da República do Brasil,
conhecida por Cerco da Lapa completou 125 anos neste sábado (09). A cidade
transformou em arte a lembrança da luta símbolo da resistência das tropas lideradas pelo
General Gomes Carneiro.
Pela manhã, no Pantheon dos Heroes uma cerimônia cívico-militar rendeu homenagens
aos combatentes mortos na batalha. O evento contou coma s presenças do General de
Divisão Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, Wilson Lipski, Presidente do Banco
Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) neste ato representando o
Governador Ratinho Junior, Coronel Átila Larsen, comandante do 15º GAC AP,
Prefeito da Lapa Paulo Furiati, Vice-Prefeito Joacir Gonsalves, comandante do 28º
Batalhão de Polícia Militar Major Helio Hornung, secretários municipais e demais
autoridades civis e militares.
A tarde o Theatro São João exibiu filmes alusivos ao episódio do Cerco e paralelamente
o Centro da Juventude – CEJU – transformou a Praça General Carneiro em um grande
espaço de lazer e entretenimento ao ar livre. Teve roda de capoeira, jogos, espaço para
leitura, musica, pintura além de uma agradável roda de conversa.
A noite a Alameda David Carneiro ficou lotada para acompanhar a apresentação da
Banda da 5ª Divisão do Exército. Destaque para clássicos da MPB com novos arranjos e
temas de grandes filmes que marcaram época em exímia interpretação. Antes do Hino
do Exército, o Prefeito Paulo Furiati prestou homenagem à Banda pela parceria
estabelecida com o município da Lapa.
A Banda Hora da Brasa trouxe grandes clássicos da jovem guarda e o músico e
compositor Luiz Nogueira, o Ganso apresentou em primeira mão a canção “Que beleza
de lugar”, em homenagem ao aniversário da cidade, que acontece em junho.
Os amores, os encontros e desencontros mesmo em tempos difíceis. A União dos
Artistas Lapeanos – UAL – encantou o público com a peça “Última Estação”, que
mostrou o romantismo e a reconstrução da cidade pós Cerco. Com leveza e delicadeza
os artistas se reinventaram na Alameda, destacando a garra dos moradores da Lapa e a
suavidade de uma geração eternizada nos livros de história.
Nos 250 anos da Lapa, 125 anos do Cerco, esta foi a 10ª apresentação da UAL, que une
todos os anos os grupos teatrais e de dança da cidade para o evento que nesta edição
teve a participação de músicos das Bandas General Kilroy e Killer Jack além da dupla
Gustavo e Fernanda.
Com orgulho do seu passado, passos firmes no presente e olhar atento ao futuro a Lapa
lembrou o episódio do Cerco. Esta data marca o início de um extenso calendário
esportivo, cultural e festivo em comemoração aos 250 anos da Lapa.
A RPC, afiliada da Rede globo no Paraná esteve na cidade realizando a cobertura do
evento, com flashes ao vivo durante a programação.

Confira as fotos.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!