Jornal Legendária: acompanhe a situação da Covid-19 e outras variantes na Lapa
12/01/2022 11:22 em Saúde

A recente alta de casos confirmados da COVID-19 e o surgimento de novas variantes em diversas cidades têm sido destaque nos últimos dias e colocado todos em alerta.  

Recebemos na manhã desta quarta-feira (12) nos estúdios do Jornal Legendária a presença da Secretária Municipal de Saúde, Gabriela Sampaio e da Diretora Clínica da UPA, Dra. Luana Lisboa para comentar a respeito da situação na cidade da Lapa e repassar orientações sobre o que fazer para superar esse momento. 

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Gabriela Sampaio, o que tranquiliza até o momento, é que o município não está com casos de Covid-19 graves ou moderados. Em relação aos atendimentos, todos os sintomas gripais (crianças a adultos) são direcionados a UPA, desde o dia três de janeiro houve um aumento expressivo de atendimentos (dentro da normalidade). Em relação ao H3N2 (variante do vírus influenza A), responsável por gripe comum e resfriados, já houve a confirmação de seis casos no município da Lapa (os testes pelos pacientes foram realizados no sistema particular e encaminhados à Secretaria Municipal de Saúde da Lapa). 

Onde procurar atendimento na Lapa em casos de suspeita de Covid-19 e outras variantes?

-Preferencialmente na UPA

Quais são os sintomas? 

Gripe H3N2:

Febre alta, dor de cabeça, tosse (geralmente seca), dores musculares e articulares, mal-estar, dor de garganta, coriza. No caso da Influenza, os sintomas são mais intensos a partir das primeiras 48h e pode incluir falta de ar, a transmissão pode ocorrer até o oitavo dia.   

Covid-19:

Febre, tosse persistente, coriza, espirros, dor de cabeça e dor de garganta. Em casos da Covid-19, os sintomas ficam mais intensos a partir do 5º ou 6º dia de infecção. 

A orientação é que na dúvida, procure a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), os testes a partir de agora, não serão agendados, evitando aglomerações.

Isolamento: Com o isolamento durante os outros períodos, a população evitou não somente a Covid-19, como também outras variantes, é o que ressalta a Diretora Clínica da UPA, Dra. Luana Lisboa, “com o retorno do contato social, voltou não somente o contágio da Covid-19, como todas as outras viroses que estavam guardadinhas durante esses dois anos, é por isso, o aumento do número de casos”, comenta a Dra. Luana Lisboa. Ressaltam também a importância de completar o esquema de vacinação, mesmo que esteja em atraso da segunda dose.

Sobre o Hospital de Campanha: A Secretária Municipal de Saúde, Gabriela Sampaio afirma que a reabertura do Hospital de Campanha é feita somente em caso de colapso da UPA, se começar a aumentar os casos moderados e graves. Além disso, contam com o apoio do 15º GAC AP, para prestar o serviço da melhor forma à toda a população.

 

Sintonize na FM 95,9 e fique sempre informado.

 

COMENTÁRIOS