Reabertura do Parque Estadual do Monge
No último sábado dia 20,foi reaberto o Parque Estadual do Monge,que contou com a presença do prefeito da Lapa Diego Ribas,Rafael Andregueto diretor de patrimônio natural do IAT,Everton Souza Presidente do Instituto Água e Terra,João Jacomel Presidente do Paraná Turismo,e demais autoridades. O Parque Estadual do Monge, situado no município da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba, volta a receber visitantes neste sábado dia 20. O local ficou fechado para obras de melhorias a fim de atender às necessidades sanitárias impostas pela pandemia. A reabertura do parque acontece às 10 horas. O IAT, Instituto Água e Terra, órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, instalou uma nova guarita para recepcionar os turistas e a Prefeitura da Lapa reformou o Centro de Visitantes. As novas estruturas garantem o cumprimento das normas e orientações estabelecidas pela OMS, Organização Mundial da Saúde e a secretaria estadual da Saúde para prevenir o contágio da Covid-19. Outras reformas estão programadas pelo IAT, como a instalação de um circuito de cicloturismo na área interna do parque e a licitação de um novo espaço de cafeteria. De acordo com o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, os parques estaduais do Paraná se mostraram os destinos mais procurados pela população durante a pandemia De acordo com o diretor de Políticas Ambientais e do Patrimônio Natural do instituto, Rafael Andreguetto, o programa visa a valorização do desenvolvimento do turismo de forma sustentável nas unidades de conservação abertas à visitação do público. A Gruta do Monge, local de peregrinação religiosa, é uma das principais atrações do parque. Neste espaço viveu por algum tempo o monge João Maria D'Agostinis, que se dedicava ao estudo das plantas da região, medicava enfermos, fazia profecias e orações. Para chegar à gruta o visitante passa por uma escada em pedra que desce até uma fonte de água pura. O parque tem também um mirante com estrutura em concreto, piso em deck de madeira ecológica e guarda-corpo metálico que proporciona ampla visão da cidade da Lapa. Os visitantes também podem admirar a Pedra Partida, originada devido ao desgaste ao longo de milhares de anos. O atrativo é considerado pelos visitantes um local onde é possível ver a imagem do monge João Maria D'Agostinis. Quem gosta de praticar a meditação junto à natureza pode aproveitar o Espaço Monge. Assim como todas as Unidades de Conservação do Estado, o Parque do Monge funcionará de acordo com as regras estabelecidas para evitar a proliferação do coronavírus. Entre elas, estão o agendamento e cadastro do visitante, uso de máscaras, de álcool em gel e o distanciamento social, medidas necessárias neste momento de pandemia, afirmou o diretor-presidente do IAT, Everton Souza. O Parque Estadual do Monge está localizado a aproximadamente três quilômetrios da Prefeitura da Lapa. O acesso é pela Rodovia do Xisto, BR-476, e pela Avenida Getúlio Vargas, no perímetro urbano do município.
COMENTÁRIOS